Wednesday, January 3, 2007

Caminho de Vida

Ana Cláudia Faria Bruno, nasceu em Sintra em 1979, onde ainda reside.

Começa a fazer Teatro aos 18 anos e desde então a sua entrega a esta arte tem vindo a alastrar por várias àreas do Teatro, sendo a principal a da interpretação, no entanto Figurinos, Adereços, Cenário e Assistência de Produção também são àreas que não lhe são estranhas.
Frequentou cursos e workshops com Bruno Schiappa, Bruno Cochat, Cláudiao Hochman, Pablo Pundik, e outros.
Integrou durante 5 anos, entre 2001 e 2006 a direcção do Teatro Tapafuros - Sintra - onde foi responsável pelo Guarda Roupa, fez Assistência de Produção e pertenceu ao elenco fixo.
Em 2007 faz parte do elenco fixo do Chão de Oliva (Companhia de Teatro de Sintra e Fio d'Azeite - Marionetas), onde participa nas peças em carteira da Companhia: O Rei vai nú, O Segredo do Rio, Pedro e o Lobo. Assim como também participa na produção e assistência à direcção da Companhia.
Em 2008 é membro fundador da Éter - Produção Cultural, com quem desenvolve trabalhos em monumentos e Teatro Histórico, até à data.
::Cenas de Palco::

2010/11 - Os Maias, de Eça de Queirós, adaptação e dramaturgia de Filomena Oliveira e Miguel Real, encenação de Filomena Oliveira, co-produção entre Éter Produções Culturais e o Centro Cultural Olga Cadaval em Sintra, em cena no C.C.O.C.

2010 - Policial - Chinese Connection, de Nuno Vicente, pela Utopia Teatro, encenação de Nuno Vicente. Em cena no C.C. Olga Cadaval, Cinemas do C.C.Floresta Center e no Cinearte - Teatro 'A Barraca'.

2008 - Vieira- O Céu na Terra, de Miguel Real e Filomena Oliveira, encenação de Filomena Oliveira. Em cena nas Ruínas do Carmo em Lisboa. Uma Produção do Teatro Nacional D.Maria II.

2007/11
- Memorial do Convento, de José Saramago, adaptação e dramaturgia de Filomena Oliveira e Miguel Real, encenação de Filomena Oliveira, co-produção entre Éter Produções Culturais e o Palácio Nacional de Mafra, em cena na Capela do Campo Santo do Convento de Mafra.
2007 - Casa de Bonecas, de Henrik Ibsen, encenação de João de Mello Alvim, produção da Companhia de Teatro de Sintra, em cena na Casa de Teatro de Sintra, participação como assistente geral (encenação, guarda-roupa, cenário) e actriz.
- Renaissance, texto e encenação de Nuno Vicente, pelo Utopia Teatro, em cena na Casa de Teatro de Sintra

2006 - 1755 - O Grande Terramoto, de Filomena Oliveira e Miguel Real, encenação e dramaturgia de Jorge Fraga - Teatro da Trindade;

2004 - Liberdade,liberdade!, de Filomena Oliveira e Miguel Real, Jardins da Biblioreca Municipal de Sintra – Casa Mantero, encenação de Filomena Oliveira - Teatro Tapafuros;

2003 - Ruzante v2.03, adaptação do original de Angelo Beolco "O Falatório de Ruzante de volta da Guerra", encenação de Rui Mário - Espaço TapaFuros /Estúdio Doiséme - participação no FARPA2003 - Festival de Artes de Pombal de Ansiães - e no Juvearte - Festival de Teatro de Ponta Delgada, São Miguel , Açores - Teatro Tapafuros;

2002 - Auto da Índia, de Gil Vicente, Espaço TapaFuros /Estúdio Doiséme, encenação de Rui Mário - Teatro Tapafuros;

- A Fala do Louco, de José António Guille, Espaço TapaFuros /Estúdio Doiséme, encenação de Rui Mário - Teatro Tapafuros;

2001 - Metamorfose, de Franz Kafka, Espaço TapaFuros /Estúdio Doiséme, encenação de José Henrique Neto - recebeu o Prémio de Melhor Actriz Secundária no IX Festival de Teatro Amador de Sintra - Teatro Tapafuros;

2000/01 - Singular Amor, baseado na obra de Eça de Queirós "Singularidades de uma rapariga loira", Palácio de Valenças - antiga Biblioteca M. de Sintra, encenação de Nuno Vicente - espectáculo inserido nas comemorações do centenário da morte do escritor - Utopia Teatro;

1998 - Um Amor Camiliano, de Nuno Vicente, Palácio de Valenças - antiga Biblioteca M. de Sintra, encenação de Nuno Vicente - inserido no I Encontro Camiliano, organizado pela CMSintra - Utopia Teatro;

- Um Esgar, baseado num poema de George Heym, S.Pedro de Sintra, encenação Nuno Vicente - Utopia Teatro;

1997 - Os Três Chapéus Altos, de Miguel Mihura, resultado do curso de iniciação teatral, encenação Alfredo Brito/ Nuno Vicente - Utopia Teatro;



:: Cenas de Rua::

2006 - Capitão Azulão, peça de foro ambiental, apresentada nas praias da Linha de Cascais;

2005 - O Alquimista, de Ben Jonson, Qtª da Regaleira, encenação Rui Mário, dramaturgia Filomena Oliveira - Teatro Tapafuros;

2004 - Verão 1904, de Filomena Oliveira e Miguel Real, Eléctrico de Sintra - inserido nas comemorações do centenário do eléctrico de Sintra - , encenação Rui Mário - Teatro Tapafuros;

2003 - Selenografia in Cynthia, Um estudo da Lua em Sintra, de Jorge telles de Menezes, Qtª da Regaleira, encenação de Rui Mário - espectáculo de fusão artística - Teatro Tapafuros;

2002 - Sonho de Uma Noite de Verão, de William Shakespeare, Qtª da Regaleira, encenação de Rui Mário - Teatro Tapafuros;

2001 - Estórias de Anjos, criação colectiva, Paço Real do Palácio Nacional de Sintra, encenação Rui Mário - Teatro Tapafuros;

- Os Patriotas, de Filomena Oliveira e Miguel Real, Qtª da Regaleira, encenação Filomena Oliveira - produção CulturSintra;

1998 - O Grotesco Jardim Dantesco, a partir da Divina Comédia de Dante, Jardim da Volta do Duche, Sintra, encenação de Nuno Vicente - Utopia Teatro



::Infantil::

2005 - Estórias do Arco da Velha, a partir de contos de António Torrado, adaptação e encenação de Rui Mário - Teatro Tapafuros;

2004/05 - TvRRR, criação T.Tapafuros -peça de foro ambiental que explica a reciclagem- apresentada em 60 escolas de Lisboa, encenação de Rui Mário - Teatro Tapafuros;

2003 - Pinóquio – Ciber-estórias para um velho boneco, adaptação do original de Carlo Collodi, Espaço TapaFuros /Estúdio Doiséme, encenação de Rui Mário - Teatro Tapafuros;

2002 - Bichos Contra Atacam, adaptação de Rui Mário das Fábulas de La Fontaine, C.C.Olga Cadaval e Espaço TapaFuros /Estúdio Doiséme, encenação de Rui Mário - Teatro Tapafuros;



::Animações & Performaces::

2006/07/08- Comemoração do Dia do Museu, no Museu dos Coches
2006/07 - Participação na Feira do Vindouro (São João da Pesqueira, Douro) inserida nas comemorações dos 250 anos da criação da Região demarcada do Douro; Lançamento do novo Auricular Bluetooth da Optimus, pela Câmara dos Oficios; Duende do Natal, El Corte Inglés, pela Câmara dos Ofícios; entre outras;

2005 - Animações pedagógicas no Museu da Cidade (Lisboa) sobre o Terramoto de 1755; Participação na animação comemorativa dos 100 anos da Inauguração do Museu dos Coches, Lisboa; Participação na animação (pares romanticos da História de Portugal) do stand da Câmara Municipal de Sintra na ExpoNoivos na F.I.L.; entre outras;

2004 - Pantónicas III, criação SinTonicLab/T. Tapafuros, espectáculo pluridisciplinar,Espaço TapaFuros /Estúdio Doiséme - Teatro Tapafuros & SinToniLab; Inauguração da Biblioteca Municipal de Sintra - Casa Mantero; entre outras;

2003/05 - Animação para o Dia dos Namorados em Sintra, iniciativa da Câmara Municipal de Sintra,co-produção Teatro TapaFuros, participação como animadora e co-organizadora;

2002 - Animação de fogo no Kartódromo de Évora, para a 1ª corrida nocturna de motos de cross e de moto4; Participação como malabarista com swings de fogo, com a Escola de equitação de João Cardiga, pela Câmara dos Ofícios, na Feira Equestre de Vila Franca de Xira; Figuração num espectáculo de musicais da Broadway, inserido num jantar de gala para a empresa SAP no Coliseu dos Recreios, para a Câmara dos Ofícios e Catteri; entre outras;

2001 - Animação da festa de inauguração do restaurante Portugália no Porto, pelo grupo Utopia ; A Abelha Florinda, texto original e encenação de Rui Mário, peça infantil/animação inserida no stand pedagógico da Feira do Mel de Cascais; Organização da festa de inauguração de um Ciber-café em Serpa - C@fe - com performances teatrais e musica ao vivo; entre outras;

1999 - Animações de rua para o projecto de David Martins, Interactividades, inserido nas Noite Cultural Lisboeta; entre outras;

1997 - Apresentação do espectáculo performático Tonitruante; resultado de um intercâmbio teatral entre o grupo Utopia e o grupo de teatro Madrileno, Tinto Teatro, projecto apresentado nos paços do concelho e ruas do centro histórico de Sintra; entre outras;

1997/2006 - Participação em animações de reconstituição histórica (Idade Média, séc. XVIII, séc. XIX), animações temáticas (de Natal, lançamento do €uro, lançamento do livro Harry Potter, Inaugurações de espaços, etc); entre outras;


::Guarda Roupa & Adereços::

Responsável pelo Guarda-Roupa da Companhia Teatro TapaFuros entre 2004 e 2006.
Responsável pelo Guarda-Roupa da Companhia Chão de Oliva - Sintra em 2007
2008 - Figurinista para o espectáculo Memórias de Branca Dias, de Miguel Real, encenação de Filomena Oliveira para o Cendrev.
2006 - Concepção de figurinos para a peça 1755-O Grande Terramoto, figurinista-Cristina Novo, chefe de atelier Flávio Tomé;

2005 - Organização do guarda-Roupa para a animação do Dia de S.Valentim da Câmara Municipal de Sintra; Organização do guarda-roupa para a animação do stand da Câmara Municipal de Sintra na ExpoNoivos na F.I.L.;

2004 - Organização do guarda roupa para a animação da inauguração da Biblioteca Municipal de Sintra – Casa Mantero;

- Organização do guarda-roupa e adereços para as peças: Liberdade,liberdade! e Verão 1904;

2001 - Participação na construção de fantoches e cenário para a peça infantil Bichos que Falam;



:: Produção Executiva::

2008 - Responsável de Produção da Animação das Festas de Fontanelas - Sintra
2003 - Com o Teatro Tapafuros , produção executiva para Selenographia in Cynthia, Um estudo da Lua em Sintra;

- Produção executiva para o espectáculo O Umbigo de Régio, produção a cargo do Teatro da Trindade e Filomena Oliveira;
::Formação::
2007- Formadora do Curso de Iniciação Teatral da Companhia de Teatro de Sintra - Chão de Oliva
:: Encenação::
2007- Assistência de encenação a João de Melo Alvim na peça Casa de Bonecas, de Henrik Ibsen.

::Écran::

2005 - Figuração para a mini-série da RTP, Bocage;

2000 - Figuração na serie, Bairro da Fonte, pela agência Fealmar, uma produção NBP;

1999 - Figuração no Filme de Raul Ruiz, O Tesouro dos Piratas, rodado em Sintra e premiado no Festival de Monte Real de 2000 com o prémio de Melhor Crítica.